Plano de Saúde é diferencial na escolha de um novo emprego - Uni Perfil
Telefone: (11) 3900-1040 | atendimento@uniperfil.com.br | Trabalhe conosco

Plano de Saúde é diferencial na escolha de um novo emprego

Planos-de-saúde

Especialistas garantem que muitos candidatos preferem uma vaga em empresa que oferta o benefício

Em um processo seletivo de emprego, os benefícios oferecidos pela empresa tornam-se grandes atrativos para o candidato. O plano de saúde é um desses auxílios e tornou-se o diferencial na escolha da vaga. “Muitas pessoas tem escolhido o emprego a partir desta oferta. O plano de saúde é importantíssimo para o colaborador”, diz o médico gestor da B2 Saúde, Francisco Vignoli.

Muitas pessoas passam mais tempo no local de trabalho do que na própria casa, por isso a oferta de benefícios, além da boa condição do ambiente, da ética e do bom relacionamento entre os colaboradores, estimula a motivação do profissional. “Em um mercado extremamente competitivo, as empresas que valorizam as pessoas, investem nas necessidades e procuram ter planos de saúde entre os principais benefícios tornam-se diferenciadas e conseguem assegurar o alcance de resultados organizacionais”, afirma Vignoli.

Ao disponibilizar o convênio médico, a empresa tem como principais vantagens a redução do absenteísmo, diminuição no volume de atestados e menor rotatividade de funcionários, além de proporcionar mais segurança e tranquilidade em relação à saúde e despesas médicas aos seus colaboradores e familiares, que muitas vezes também têm o benefício garantido.

De acordo com o médico, ao oferecer o plano de saúde como benefício, não há vantagem econômica para a empresa, porém existe uma vantagem social na política de Recursos Humanos. Segundo ele, é prática na área de RH incentivar o investimento em benefícios, pois eles podem proporcionar um grande impacto no custo de vida dos colaboradores, já que os salários sofrem descontos tributários. “Depois do pagamento do salário, o plano de saúde é considerada o item mais importante para o funcionário, além disso, na contabilidade dos gastos, ele seria a maior despesa mensal para o colaborador”, ressalta.

Com a grande demanda no SUS (Sistema Único de Saúde), o plano de saúde supre as dificuldades e a carência de atendimento. Para Vignolli, a oferta desse benefício nas empresas passa a ser muitíssimo importante e pode ser considerado uma forma indireta de salário, além de proporcionar a valorização do emprego e contribuição para a retenção dele dentro da empresa.

Recursos Humanos

Inserida na área hospitalar, a diretora de RH do hospital Vera Cruz e professora especialista em Gestão de Pessoas da IBE-FGV, Patrícia Pousa, destaca a importância desse benefício e as vantagens concedidas por ele. “Salários e benefícios com certeza devem ser avaliados, principalmente fazendo-se uma análise em que fase da sua carreira o profissional se encontra. Fatores como bônus e participações em resultados são bem atraentes. Com relação à saúde destacam-se plano médico com livre escolha, check-up, subsídio de medicamentos e odontológico e academia. Vantagens e benefícios podem valer muito a pena. Tudo isso tem o propósito de enfatizar aos profissionais do mercado de trabalho e investir no sentimento da sua importância para a sociedade em geral”.

O rol de coberturas declinado pela ANS é bem amplo e o funcionário valoriza a rede que seja eficaz, tenha serviços, médicos e laboratórios que estejam próximo deles e com um bom padrão. “Não adianta ter uma rede fantástica, distribuída ao longo do mundo, se está distante da sua residência ou de seu local de trabalho. A preocupação maior dos empregados é exatamente a boa qualidade, e isso o funcionário percebe muito bem ao buscar os melhores hospitais, os melhores laboratórios”, disse Vignoli.

Patrícia ainda destaca outra questão que deve ser trabalhada pela empresa e pelo setor de RH. “É essencial às empresas estabelecerem um canal de comunicação com seus colaboradores, para divulgar, valorizar o benefício e a captação de demandas”, alerta a professora.

O que dizem as pesquisas?

A maioria (74,6%) dos brasileiros consideram a assistência médica como o benefício mais importante em uma oferta de emprego. Já para 57,2%, a Participação nos lucros é o que mais importa. Essas informações fazem parte da Pesquisa dos Profissionais Brasileiros da Catho, que traça um panorama sobre a contratação, demissão e carreira dos profissionais do país. Vale alimentação e Vale refeição completam a lista dos quatro principais benefícios, segundo os profissionais.

Já para as empresas, benefícios como Participação nos lucros e Bonificação por desempenho perdem valor e os tradicionais sobem a lista em termos de importância. Vale transporte (63,1%), Assistência médica (61,9%), Vale refeição (49,2%) e Assistência odontológica (44,8%) são os quatro principais benefícios oferecidos atualmente pelas empresas.

Posts Recentes